Módulo 1: Terra

Módulo 1: Terra

Boas-vindas ao curso Mutirão pelo Brasil que queremos: o Bem Viver dos povos, uma proposta da 6ª Semana Social Brasileira (6ªSSB). O curso está organizando em seis módulos,  este é o Módulo 1: Terra, nele, os temas desenvolvidos serão: Aula 1 – Brasil, terra de quem? Aula 2 – Povos originários e o direito à terra Aula 3 – O direito &hellip; <a href="https://ssb.org.br/formacao/modulo-1-terra/">Continued</a>

Boas-vindas ao curso Mutirão pelo Brasil que queremos: o Bem Viver dos povos, uma proposta da 6ª Semana Social Brasileira (6ªSSB). O curso está organizando em seis módulos,  este é o Módulo 1: Terra, nele, os temas desenvolvidos serão:

Aula 1 – Brasil, terra de quem?

Aula 2 – Povos originários e o direito à terra

Aula 3 – O direito à terra na cidade

Aula 4 – O povo da Bíblia e a busca por terra

 

Cada módulo possui quatro aulas de aproximadamente 50 minutos. Ao concluir o módulo, você realiza uma atividade e aguarda a validação da tutoria. O retorno será em até sete dias úteis. O curso oferece duas modalidades de certificação. Para obter a certificação você tem a possibilidade de escolher por módulo ou o curso integral.

Opção Módulo – Ao escolher por módulo, você paga uma taxa colaborativa no valor de R$ 20,00 reais (vinte reais), e em seguida imprime o certificado.

Opção Curso completo: Nesta segunda opção você realiza o curso completo, responde todas as atividades, envia para a tutoria e solicita o certificado de Extensão Universitária. A certificação será pela Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE),  uma instituição de ensino superior religiosa, com sede na cidade Belo Horizonte, em Minas Gerais. O valor total da certificação é de R$ 100,00 reais (cem reais). A disponibilização do certificado é de  30 dias úteis. O mesmo será enviado no endereço do e-mail que você informou no ato da sua inscrição. Só é possível solicitar o certificado de extensão ao cumprir a carga horária dos seis módulos, ou seja respondendo as questões colocadas no fim de cada módulo.

Aula 1 | Brasil: terra de quem?

Aula 1 | Brasil: terra de quem?

Objetivo:

Desenvolver compreensão crítica em torno da História Oficial do Brasil, apontando a secundarização dos povos africanos e indígenas nas narrativas de desenvolvimento nacional. Fornecer instrumental analítico para o debate em torno dos territórios no Brasil e debater a formação histórica do povo brasileiro e os processos de miscigenação e de formação social.

Professora:

Luciana Araújo Cavalcanti, bacharel e Licenciada em História pela UFPE, Mestra e Doutoranda em Educação, pela UFPE. Educadora Popular e Professora. Atuo na Formação de Professores desde 2006, bem como no Ensino Superior. Trabalhei desde a Educação Comunitária, séries iniciais do Ensino Fundamental até a Pós-Graduação. Atualmente, sou Professora Substituta na UFPE e Professora EaD do Grupo Ser Educacional.

Carga horária: 1

Brasil: terra de quem?

Aula 2: Povos originários: o acesso e direito à terra

Aula 2: Povos originários: o acesso e direito à terra

Objetivo:

Entender o contexto de conflitos e ameaças que os povos indígenas enfrentam na defesa de seus territórios para a manutenção de seus espaços. Ou, na maioria das vezes, para retomarem porções dos mesmos. Compreender que esta expropriação, invasão e destruição, afeta dimensões do sagrado, vinculado umbilicalmente à territorialidade indígena e às relações de ancestralidade, dimensões mítica, anímica e da existência destes povos enquanto coletivo.

 

Professor:

Gilberto Vieira dos Santos, geógrafo, Membro do Conselho Indigenista Missionário atuando com povos Indígenas em MT. Mestre em Desenvolvimento Territorial na América Latina e Caribe pelo Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais da Universidade Estadual Paulista – Unesp. Doutorando em Geografia pelo Programa de Pós-graduação em Geografia da Unesp de Presidente Prudente.

Carga horária: 1

Povos originários: o acesso e direito à terra

Aula 3: O direito à terra na cidade

Aula 3: O direito à terra na cidade

Objetivo:

Discutir a posse formal da terra que divide a sociedade brasileira no campo e na cidade. Essa marca histórica fornece uma chave explicativa para a profunda desigualdade social e territorial. Segurança jurídica na posse da terra é privilégio e não regra, embora a história da propriedade da terra no Brasil seja acompanhada, da prática comum, de grilagem e fraude; A globalização neoliberal traz mudanças que impactam profundamente a nação brasileira. Essas mudanças convivem com as raízes persistentes ligadas ao passado escravista e a propriedade da terra que constitui um verdadeiro nó nas relações sociais no Brasil.

Professora

Ermínia Maricato, arquiteta e urbanista, mestra, doutora e professora titular aposentada da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. Secretaria de Habitação de Desenvolvimento Urbano do Município de São Paulo 1989-1992. Coordenadora do Curso de Pós-graduação da FAUUSP 1998-2002.

Vice-ministra das Cidades – 2003-2005 (Formulou a proposta de criação do Ministério das Cidades). Profa visitante da Witswaterand University de Joanesburgo e do Centre of Human Settlements- University of British Columbia . Membro do Conselho de Pesquisa da USP – 2007 a 2010. Membro de vários Conselhos Editoriais. Atualmente é Coordenadora Nacional do Projeto BrCidades. Em 2018 ganhou o prêmio APCA na categoria urbanidade. Em 2020 foi a primeira mulher a ser premiada com a Medalha de Ouro, prêmio máximo concedido pela Federação Pan-americana de Associações de Arquitetos (FPAA).

O direito à terra na cidade

Aula 4 | O povo da Bíblia e a busca por terra

Aula 4 | O povo da Bíblia e a busca por terra

Objetivo:

Na dinâmica da Bíblia, “a busca e a luta pela terra” não é um direito, mas um dom universal que, por sua vez, não isenta o ser humano do seu papel preservador e transformador. Nesse sentido, a terra e o ser humano estão intimamente ligados. Não há sobreposição, mas relação salvífica, pois, sendo o ambiente vital dos seres vivos, torna-se o local da revelação de Deus e do seu amor que, pelo Mistério da Encarnação do Verbo Divino, foi plenamente manifestado (Jo 3,16-17).

Professor: 

Leonardo Agostini, doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Università Gregoriana di Roma e bacharel em Catequese Missionária, pela mesma universidade. Mestre em Teologia Bíblica pela PUC-Rio e docente do Departamento de Teologia da PUC-Rio desde 2007. Membro da Associação Bíblica Brasileira (ABIB), da Associação Bíblica Italiana (ABI), da Sociedade de Teologia e Ciências da Religião (SOTER), da Society of Biblical Literature (SBL), da Academia Fides et Ratio e integra, junto ao CNPq, o grupo de pesquisa TIAT (Tradução e Interpretação do Antigo Testamento). Tem experiência na área de Teologia, com ênfase em Teologia Bíblica, atuando principalmente com Antigo Testamento, Pentateuco, Livros Históricos, Profetismo, Intertextualidade, Hebraico bíblico. É sacerdote secular da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro e capelão da Igreja do Divino Espírito Santo do Estácio de Sá/RJ desde 2008.

Carga horária: 1

O povo da Bíblia e a busca por terra

ssbcursos@cnbb.org.br
Fale conosco